Segunda-feira, 23 de Agosto de 2010

O agente Duplo

Se os adversários políticos de José Sócrates não lhe reconhecerem outras virtudes, há pelo menos uma que têm de admitir.
O primeiro-ministro é capaz de entusiasmar os seus apoiantes dizendo-lhes uma coisa depois de ter feito o seu contrário. Sem hesitar, nem pestanejar.

Pode ser um caso de falta de pudor. Mas também é a prova de que o osso que o líder do PS está disposto a servir aos competidores é duro de roer porque gera plateia, aquilo de que todos os políticos necessitam quando querem conquistar o poder ou apenas agarrarem-se a ele.

Este fim-de-semana, em Mangualde, perante o aplauso devoto de quem lá esteve, foi o que se viu. O líder do PS, que não gosta de ser apertado, sobretudo em público, zurziu no PSD. Forte e feio. Em resposta a Pedro Passos Coelho, que ameaçou abrir uma crise política com o "chumbo" do Orçamento do Estado para 2011, Sócrates atirou- -se à proposta de revisão constitucional, onde a inabilidade dos sociais-democratas deu origem ao seu guarda-redes frangueiro: tem muitos custos políticos e quase nenhum proveito.

Só acredita quem quer, mas o facto é que parece que há quem persista em crer. Enquanto José Sócrates surge no palanque para agitar a bandeira da defesa do "Estado social", o primeiro-ministro que, por coincidência, habita a mesma pele, lidera um Governo que restringiu as regras de acesso ao subsídio de desemprego, reduziu as pensões de reforma futuras e aumentou os impostos, directos e indirectos, sem deixar escapar qualquer classe de rendimentos.

Prepara-se, também, para fechar 700 escolas, apesar de se apresentar como defensor do sistema público de ensino, e introduziu taxas moderadoras em serviços hospitalares em que não existiam, embora reaja com espalhafato quando se fala em tirar do papel bens "tendencialmente gratuitos" que, na prática, não o são. A lista de cortes na despesa social levada a cabo pelo actual Governo não fica por aqui, num testemunho irredutível da contradição entre o que Sócrates diz e o que Sócrates faz.

Acontece que as manifestações de dupla personalidade do primeiro-ministro e o desespero em segurar popularidade à esquerda, contribuem para dramatizar a atmosfera, mas não têm qualquer outra utilidade. E até em matéria de ambiente político revelam escassa capacidade de aprendizagem e sentido de Estado. A táctica é tentadora, ainda por cima quando o adversário dá o flanco, mas um líder de Governo que dispõe de uma maioria relativa e que aceitou governar nestas condições, pode, mas não deve, remeter responsabilidades para os ombros alheios e recusar assumir as suas, que são bem grandes.

Como mostram os dados da execução orçamental durante os primeiros sete meses deste ano, a origem de todos os males nas contas públicas está longe de se encontrar controlada. A despesa corrente, sem juros, cresceu perto de 6%, e o mesmo sucedeu com as receitas fiscais, o que significa que a imparável espiral de gastos do Estado continua a ser alimentada com mais impostos.

Quem, como José Sócrates, tem a responsabilidade de governar, não pode refugiar-se em discussões estéreis e ignorar o problema estrutural. O primeiro-ministro pode acreditar que sim, mas não será com meros equilíbrios contabilísticos, alinhavados a pensar no curto prazo, que se conseguirá uma consolidação das finanças públicas que lhe assegure um lugar na história e, de caminho, uma economia saudável, livre da canga excessiva do Estado. Para isto, José Sócrates só precisa de ter alguma visão, em vez de andar obcecado com a revisão.

joaosilva@negocios.pt

Fonte: Jornal de Negócios:

Link:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=440259#

publicado por jsdceloricodabeira às 18:10

link do post | comentar | favorito

.Contactos

jsdceloricodabeira@sapo.pt 934164241

.links

.posts recentes

. O Futuro somos nós!

. PS dá bilhetes para ocean...

. Politica de verdade!

. LANCHE-CONVÍVIO EM CELORI...

. Este é o Estado Social de...

. Ao que chegámos!

. Debate de ontem entre Pas...

. Comparação programa PSD /...

. Resultados

. Lista candidata à Jsd de ...

.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
18
19
20
25
27
29
30
31

.subscrever feeds